BBB22: Prêmio de R$ 1,5 milhão permite que vencedor pare de trabalhar?

Especialista analisa algumas maneiras de fazer o atual valor do prêmio, de R$ 1,5 milhão, render a ponto de não precisar mais de um trabalho fixo

  Reprodução Big Brother Brasil / gshow

BBB22: Prêmio de R$ 1,5 milhão permite que vencedor pare de trabalhar?

Especialista analisa algumas maneiras de fazer o atual valor do prêmio, de R$ 1,5 milhão, render a ponto de não precisar mais de um trabalho fixo (Crédito: Divulgação - GShow)
O prêmio do Big Brother Brasil (BBB) de R$ 1,5 milhão é um dos motivos que atraem os participantes a ficarem confinados na casa mais vigiada do País. Porém, observando a trajetória de alguns, é possível perceber que apenas o valor pago em dinheiro pode não ser o suficiente para abandonar a profissão e aproveitar as oportunidades momentâneas, assim como alguns fizeram.

Rodrigo Cowboy, Dhomini Ferreira e Max Porto são exemplos de campeões que revelaram terem perdido todo o prêmio conquistado no reality show após más decisões financeiras.

+ Confira 3 estratégias usadas por marcas no BBB que podem ajudar o seu e-commerce

Pensando nisso, Samuel Torres, analista de investimentos e consultor financeiro da Onze, fintech de saúde financeira e previdência privada, analisou algumas maneiras de fazer o atual valor do prêmio, de R$ 1,5 milhão, render a ponto de não precisar mais de um trabalho fixo.

“Antes de tudo, é válido salientar que o poder de compra do valor pago atualmente é infinitamente menor do que a quantia dada há 11 anos (última vez que o prêmio foi atualizado). Isso acontece por conta da inflação acumulada no período. Para que o prêmio fosse equivalente ao do ano de 2010, por exemplo, o valor pago ao vencedor na edição atual, deveria ser de aproximadamente R$ 3,1 milhões”, afirma Samuel.

Ainda assim, de maneira geral e levando em conta o padrão de vida médio da população, o analista diz que é possível abandonar o trabalho fixo e garantir uma vida confortável no futuro tendo R$ 1,5 milhão na conta. Mas isso, é claro, acompanhado de uma boa educação financeira e investimentos.

Por exemplo, assumindo que o ganhador tenha 30 anos de idade hoje e viva por mais 60 anos, possuindo uma rentabilidade real (descontada da inflação) líquida de Imposto de Renda de 4,25% ao ano, essa pessoa poderia gastar cerca de R$ 5.789 por mês até o último dia de sua vida.

Ainda dentro dessa suposição, se o ganhador soubesse que quer ter, por exemplo, R$ 10 mil de renda na aposentadoria, ele poderia gastar R$ 922 mil de uma só vez e garantir essa renda a partir dos 60 anos.

Por outro lado, pressupondo que essa pessoa tenha outra fonte de renda de maneira que invista o prêmio e consiga manter intacto o investimento até os 50 anos de idade, ela poderia viver até os 90 anos gastando cerca de R$ 15 mil por mês.

Vale lembrar que, em um cenário em que o ganhador sabe que vai deixar o dinheiro tanto tempo investido, ele pode correr um pouco mais de risco para obter uma lucratividade um pouco maior. Assumindo uma rentabilidade líquida de Imposto de Renda e descontada a inflação de 5% ao ano, a renda mensal a partir dos 60 anos de idade já subiria para R$ 19 mil.

“A conclusão é que prêmio nenhum dura sem educação financeira e boa administração. O melhor caminho é fazer um bom planejamento financeiro, escolher os investimentos certos (de acordo com seu perfil e prazo de investimento) e pensar no longo prazo, afinal, pequenos incrementos de rentabilidade durante muitos anos fazem alterações significativas e garantem uma quantia maior lá na frente”, conclui Samuel.

enquete bbb votar bbb


Top 16 de No Limite 2022
Quem deve ser o próximo eliminado? Vote na nossa Enquete No Limite


Vote Agora!

Comentários

Mais Novidades


Participantes

Arthur Aguiar

Camarote - 32 anos, Ator e Cantor, Rio de Janeiro - RJ

Douglas Silva

Camarote - 33 anos, Ator, Rio de Janeiro - RJ

Eliezer

Pipoca - 31 anos, Designer e Empresário, Volta Redonda - RJ

Paulo André Camilo

Camarote - 23 anos, Atleta Olímpico, Santo André - SP



Fique por dentro das novidades